Uma romântica bem realista

Ai que falta...

Paizinho como dói a tua ausência, dias e noites difíceis sem ti...
Mas muita gente precisando de mim e nem posso falar que não estou em condições porque lembro da tua força e tento ser forte também.
Uma pessoa querida me mandou esta mensagem e esta dor que sinto tem um por quê...

"A dor da perda é o preço que se paga por se ter convivido com uma pessoa especial. E esse deve ser o foco: de celebração por esse privilégio."

Preciso de tempo agora pra aprender a lidar com isso e ajudar também quem precisa.

1 comentários:

Luciano Braga Lima disse...

Esta dor vai passar com tempo e se transformará numa saudade boa, só o legado daquilo que nos interessa e nos faz bem ao espirito, e quando noutra vida os entes queridos se reeencontrarem tudo vai ser felicidade plena.
Aprenda com os processos dolorosos é só isso que pode fazer a gente caminhar. Grande abraço!

Postar um comentário

Comente aqui!